SISU

>> Acessar Editais <<  Lista de Espera

SISU

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Enem. Pode participar do Sisu qualquer pessoa com ensino de nível médio completo que tenha prestado a última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Os candidatos que prestaram a última edição do Enem se inscrevem gratuitamente no Sisu através da internet. A partir das notas obtidas no ENEM, é calculada pelo próprio SISU a média com a qual o candidato concorrerá aos cursos escolhidos.

I. Os candidatos escolhem os cursos para os quais desejam, com suas médias, concorrer às vagas ofertadas. É necessário indicar também se desejam concorrer a vagas destinadas à ampla concorrência, ou vagas destinadas ao sistema de cotas, conforme descrito na Lei 12.711/12.

II. É realizada a chamada regular, onde os candidatos classificados, dentro do número de vagas destinadas à modalidade de concorrência escolhida, são chamados para realizar a matrícula.

III. Os candidatos realizam a matrícula na secretaria acadêmica do curso para o qual foi convocado, enquanto os candidatos não convocados na chamada regular podem manifestar interesse em entrar na lista de espera do Sisu (inscrições no site do MEC). Os candidatos somente podem concorrer a vagas da lista de espera para o curso que foi escolhido como primeira opção.

IV. É realizada a 2º chamada, para a qual são convocados candidatos da lista de espera do Sisu (divulgada pelo MEC), respeitando rigorosamente a ordem das listas de classificação. Somente haverá convocação para os cursos em que sobraram vagas após a 1° chamada (chamada regular).

V. O candidato que não for convocado na chamada da Lista de Espera do Sisu (2ª chamada), deverá se inscrever, impreterivelmente, na Lista de Espera da UFMS, para ter chance de ser convocado a partir da 3º chamada.

a. Lista de espera do Sisu: Essa primeira lista de espera (Lista de Espera do Sisu, divulgada pelo MEC) ocorre após a chamada regular. É necessário manifestar o interesse em participar da lista de espera dentro do próprio sistema informatizado do MEC/Sisu. Para essa lista é realizada uma única chamada (2ª chamada, conhecida também como Chamada da Lista de Espera do Sisu).

b. Lista de espera da UFMS: Finalizada a chamada da lista de espera do Sisu (2ª Chamada), os candidatos que não tenham sido convocados até então e ainda desejam ingressar em curso oferecido pela UFMS devem se inscrever no sistema informatizado da UFMS.

Lista de Espera

A reserva de vagas para o sistema de cotas é feita de acordo com a Lei 12.711/2012. Ao selecionar o curso desejado o candidato deverá escolher a modalidade de concorrência, assim, irá concorrer apenas com candidatos que tenham optado pela mesma reserva de vaga.

É necessário provar a situação de cotista. Dessa forma, no momento da matrícula, os candidatos convocados pelo sistema de cotas deverão apresentar os documentos exigidos para matrícula, divulgados nos editais de abertura e convocação, para a referida modalidade de cota a qual se inscreveu.

Os candidatos convocados para os cursos da UFMS, e que tenha se inscrito para reserva de vagas com recorte étnico-racial ou de pessoa com deficiência, poderão ser avaliados, presencialmente, antes de realizar a sua matrícula, por uma Banca de Avaliação da Veracidade da Autodeclaração. A data das bancas de avaliação são divulgadas nos editais de convocação.

É importante que os candidatos se atentem para a apresentação de todos os documentos e comparecimento às bancas de avaliação, caso contrário a matrícula poderá ser negada pela UFMS.

Para os ingressantes pelo Sisu é possível concorrer nas seguintes modalidade:

L1 – Candidatos com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

L3 – Candidatos autodeclarados pretos ou pardos, com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

L4 – Candidatos autodeclarados indígenas, com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

L5 – Candidatos que, independentemente da renda (art. 14, ii, portaria normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

L7 – Candidatos autodeclarados pretos ou pardos que, independentemente da renda (art. 14, ii, portaria normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

L8 – Candidatos autodeclarados indígenas que, independentemente da renda (art. 14, ii, portaria normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

L9 – Candidatos com deficiência que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

L11 – Candidatos com deficiência autodeclarados pretos ou pardos, que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

L13 – Candidatos com deficiência que, independentemente da renda (art. 14, ii, portaria normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

L15 – Candidatos com deficiência autodeclarados pretos ou pardos que, independentemente da renda (art. 14, ii, portaria normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

A verificação da veracidade da autodeclaração de candidatos a vagas reservadas será realizada por meio de Bancas, compostas por servidores da UFMS e por pessoas integrantes de instituições ligadas à promoção da igualdade étnico-racial.

A Banca de Verificação da veracidade da autodeclaração deverá ser composta por, no mínimo, três membros, distribuídos por gênero, cor e naturalidade, com conhecimento sobre o assunto.

É importante que os candidatos se atentem para a apresentação de todos os documentos e comparecimento às bancas de avaliação, caso contrário a matrícula poderá ser negada pela UFMS.

Edital de abertura: Torna pública a seleção de candidatos por meio do Sisu. Apresenta as datas previstas para as primeiras convocações, datas de matrícula, Bancas de Verificação.

Editais de convocação: Apresentam as classificações e datas de matrícula para os cursos oferecidos. Também relaciona as datas para comparecimento nas bancas de declaração e verificação.

É de responsabilidade exclusiva do candidato acompanhar a publicação dos editais. A não apresentação de documentos obrigatórios ou não comparecimento nas bancas de avaliação podem acarretar na perda da vaga.

O SISU realiza uma única chamada regular (1ª Chamada). Os candidatos que têm interesse em continuar concorrendo a vagas podem optar por se inscrever na Lista de Espera do SISU.

Para a lista de espera do SISU também é realizada uma única chamada (2ª Chamada).

Finalizada a chamada da lista de espera do SISU, o candidato que ainda deseja concorrer a vaga deve se inscrever na lista de espera da UFMS, para que possa continuar com a pretensão de ser convocado da 3ª chamada em diante.

Não. A UFMS pode realizar tantas chamadas quantas achar necessárias, inclusive uma única.
Clique no link para acessar as pontuações mínimas com as quais os candidatos ingressaram nos cursos de graduação da UFMS no Sisu 2018:

Notas de corte – SISU 2018